Perguntas
Frequentes

Quer saber mais sobre feridas complexas e os tratamentos mais adequados? Confira aqui algumas respostas para as perguntas mais frequentes relacionadas ao assunto

Não encontrou sua dúvida aqui? Então acesse a seção Fale Conosco, dentro de Contatos e envie sua pergunta para nós.

Que tipo de atitude a campanha #oTempoNãoCicatriza – para feridas complexas, o tratamento é o melhor remédio - pretende estimular no público-alvo?

Por meio da conscientização sobre as feridas complexas e seus riscos, a campanha pretende estimular as pessoas à procurarem um profissional de saúde capaz de avaliar o tratamento certo e melhorar a cicatrização das lesões.

Por que as sociedades médicas lançaram a campanha ##oTempoNãoCicatriza – para feridas complexas, o tratamento é o melhor remédio?

Como o assunto é complexo, envolvendo várias especialidades com o apoio e a integração de diversas áreas a favor de uma melhor qualidade na assistência dos pacientes com feridas complexas, o aumento de pacientes motivou as sociedades a se unirem em torno dessa campanha e prover ao público em geral informações relevantes sobre o tema.

O que são feridas complexas?

As feridas são definidas como a perda de tecido, não apenas da pele, mas também de tecidos que ficam abaixo da pele, como músculos e ossos. Dependendo da gravidade e do tempo necessário para a cicatrização, as feridas podem ser classificadas como agudas ou crônicas.

Existem muitas diferenças entre as feridas agudas (como arranhões na pele ou feridas cirúrgicas) e feridas crônicas (que não cicatrizam e exigem cuidados especiais).

As feridas complexas podem ser agudas ou crônicas de cicatrização complicada e podem estar relacionadas a um ou mais dos seguintes problemas: perda ampla de tecido, infecções, tecido inviável ou insuficiência circulatória e doenças que prejudicam a cicatrização normal, causando feridas que não cicatrizam com cuidados simples e exigem tratamento especial, como, por exemplo, úlceras nos pés em pacientes diabéticos e muitas formas de vasculite.

O que distingue as feridas complexas de outros tipos de feridas?

Existem muitas diferenças, entre elas, a causa, o risco de infecção, a complexidade do tratamento e o tempo para uma cicatrização eficaz.

Embora algumas feridas possam ser tratadas com curativos comuns, as feridas complexas exigem um tratamento mais intensivo e devem ser tratadas por profissionais especializados, qualificados para prescrever tratamentos adequados, tecnologias avançadas e curativos capazes de melhorar o processo de cicatrização e recuperar a saúde do paciente.

Quais são as causas mais comuns de feridas complexas?

As feridas complexas podem ter várias causas, como acidentes graves, queimaduras e complicações pós-cirúrgicas. Podem decorrer de uma pressão prolongada que interrompa a circulação sanguínea numa determinada área do corpo, traumas, abas e enxertos. Elas também podem ser causadas por doenças crônicas, como diabetes ou problemas vasculares.

Feridas simples podem se tornar feridas complexas, se não forem tratadas corretamente?

Sim. Tratamentos inadequados podem causar infecções graves do tecido, podendo transformar uma lesão aguda numa lesão crônica, retardando o processo de cicatrização.

Que medidas devem ser tomadas para evitar que uma ferida se torne crônica?

As regras básicas de tratamento de feridas devem ser rigorosamente seguidas todos os dias. Uma avaliação sistemática dos pacientes e de suas feridas deve ser realizada para que seja prestado o tratamento adequado. Assim que a terapia ideal for ministrada para o momento da cicatrização, o fechamento da lesão é otimizado. Doenças relacionadas que podem causar a falha do tratamento precisam ser tratadas e são vistas em vários pacientes com feridas crônicas. O profissional deve entender melhor as diferenças entre os vários tipos de feridas complexas e entender o processo de cicatrização nos níveis molecular e celular, para uma melhor abordagem de tratamento, e depois decidir sobre terapias e tecnologias avançadas capazes de diminuir o tempo de cicatrização das lesões.

Por que as feridas complexas são perigosas?

Elas podem levar a complicações graves, como amputação, e até à morte, no caso de infecções sistêmicas graves ou outras complicações decorrentes da complexidade da lesão.

Por que o tratamento de feridas complexas exige tratamento especial?

Feridas simples podem ser tratadas, na maioria das vezes, com medicamentos e curativos comuns, no entanto uma avaliação sobre o processo de cicatrização deve ser sempre realizada. Tratamentos inadequados podem causar infecções graves do tecido, podendo transformar uma lesão aguda numa lesão crônica, retardando e complicando o processo de cicatrização.

Como tratar as feridas complexas?

Para o tratamento eficaz de qualquer tipo de ferida complexa, o primeiro passo é procurar um profissional de saúde qualificado que possa avaliar a gravidade da lesão e prescrever o tratamento correto. Antes de escolher o curativo adequado para o tipo de ferida, o profissional de saúde geralmente realiza uma avaliação clínica rigorosa do paciente e das condições da ferida, levando em conta alguns aspectos, tais como a causa da ferida; há quanto tempo o paciente tem essa ferida; o local, o formato, o tamanho e a profundidade da ferida, além de outros aspectos clínicos, emocionais e socioeconômicos.

Novas técnicas e produtos para o tratamento de feridas foram desenvolvidos nos últimos anos. Atualmente, existem vários recursos disponíveis que podem ajudar os profissionais de saúde e ajudar na diminuição do tempo de cicatrização de feridas complexas.

Quais são os riscos de não tratar feridas complexas?

A falta de intervenção adequada faz com que as feridas se agravem, podendo evoluir para a amputação de membros ou mesmo a morte. Além disso, elas podem impactar a socialização e a qualidade de vida do paciente. As feridas complexas são um problema de saúde pública, com grande impacto socioeconômico, sobrecarregando as finanças públicas com tratamentos ambulatoriais e internações de longo prazo, benefícios previdenciários por períodos prolongados e, em alguns casos, aposentadoria precoce.

Quais são as soluções existentes para o tratamento de feridas complexas?

Existem vários tipos de tratamentos para feridas complexas, mas as opções mais comuns são curativos avançados, sistemas de terapia por pressão negativa para feridas e oxigenoterapia hiperbárica. Os curativos avançados são curativos com substâncias que promovem certas ações sobre uma ferida, melhorando o processo de cicatrização e fornecendo diferentes estímulos (ação antimicrobiana, antiodor, efeito hidratante, manutenção da umidade adequada da ferida, entre outros). O sistema de terapia por pressão negativa é um tratamento que, por meio de um curativo conectado a uma máquina, aplica pressão negativa sobre o local da lesão. Essa terapia é capaz de remover material infeccioso, otimizar a circulação sanguínea na região da ferida e acelerar o processo de cicatrização.

Entre as aplicações clínicas podem estar feridas causadas por pé diabético, lesões por pressão, lesões infectadas, entre outros problemas.

A oxigenoterapia hiperbárica utiliza uma câmara hiperbárica com pressão duas ou mesmo três vezes superior à pressão atmosférica ao nível do mar, com 100% de oxigênio puro. O método aumenta em 20 vezes a quantidade de oxigênio transportado pelo sangue em relação ao volume que circula em indivíduos que respiram ao nível do mar, proporcionando uma série de efeitos terapêuticos, como a ativação das células relacionadas à cicatrização de feridas complexas. Esse método pode ser usado para tratar úlceras de pele, pés diabéticos, escaras, úlceras por vasculite autoimune, entre outros problemas.

Quem decide o tipo de tratamento que o paciente receberá?

Somente profissionais da saúde especializados (médicos ou enfermeiros) devem avaliar a gravidade da lesão e prescrever o tratamento mais assertivo para a cicatrização da ferida.

Qual o impacto socioeconômico do tratamento especializado sobre o paciente? E sobre os sistemas de saúde pública e privada?

Além de afetar positivamente a melhoria da saúde dos pacientes e sua socialização, o tratamento apropriado de feridas complexas afeta diretamente a sociedade, reduzindo os custos dos sistemas de saúde e do paciente, pois diminui o tempo de internação, as trocas de curativos, a quantidade de medicação e as horas de trabalho de profissionais especializados, além de permitir que os pacientes voltem mais rapidamente às suas atividades diárias.

Não encontrou sua dúvida aqui? Acesse a seção Fale Conosco em Contato e envie sua pergunta para nós.